Header Ads

Dia histórico! Advogados gays, transexual e lésbica defendem criminalização da LGBTfobia no STF


Dia histórico nessa quarta-feira, 13, em que o Supremo Tribunal Federal (STF) começou a julgar se criminaliza a LGBTfobia. Defendendo as ações, três advogados gays, uma advogada transexual e outra lésbica.
Nas duas ações em julgamento, PPS (Partido Popular Socialista) e Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transgêneros (ABGLT) pedem a criminalização de todas as formas de ofensas, individuais e coletivas, homicídios, agressões e discriminações motivadas pela orientação sexual e/ou identidade de gênero, real ou suposta, da vítima.

O julgamento vai se estender por mais de um dia. Algum dos ministros pode também pedir vista (mais tempo para analisar os processos). A votação fica para esta quinta-feira, às 14h.

Nenhum comentário