Header Ads

Um PM e oito advogados são suspeitos de participar de esquema para facilitar decisões em prol de criminosos



Promotores do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) revelaram que, entre os alvos da Operação Rábula, deflagrada na manhã desta sexta-feira, 2, estão oito advogados e um policial militar. Eles são suspeitos de integrarem um esquema para facilitar decisões judiciais em prol de presos. Três servidores do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE) também atuavam na organização.

De acordo com Rinaldo Janja, coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), foram expedidos 25 mandados de busca e apreensão, oito mandados de prisões preventivas e sete de prisões temporárias. Durante entrevista coletiva no fim da manhã, o promotor de Justiça ainda não tinha o balanço parcial de quantas ordens foram cumpridas, já que a operação está em andamento. Além do MPCE, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) busca alvos em Fortaleza, Caucaia e Maracanaú.

Nenhum comentário