Header Ads

Coronavírus: Novo respirador artificial passa a ser desenvolvido no Brasil

Novo respirador artificial passa a ser desenvolvido no Brasil

A Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) anunciou nesta quarta-feira, 25, investimento para desenvolver um novo tipo de respirador para auxiliar o tratamento de pacientes com perda de capacidade respiratória. Com o avanço da epidemia causada pelo coronavírus, a demanda por equipamentos para a respiração mecânica e artificial aumentou. O equipamento a ser produzido pela Braile, empresa de equipamentos médicos, consiste na Oxigenação por Membrana Extracorpórea, ECMO em inglês, uma forma de respiração extracorporal. Ela será utilizada como suporte ao tratamento mecânico, oferecendo ao paciente um “pulmão auxiliar” no caso de a ventilação não estar surtindo efeito no tratamento do paciente.

O custo do projeto é de 2,3 milhões de reais. A Embrapii pagará metade do projeto e o restante será feito pelo Instituto Eldoraro, credenciado a empresa e para desenvolver projetos de inovação industrial.

O equipamento oxigena e remove o gás carbônico (CO2) diretamente do sangue. Há um circuito padrão, no qual o sangue das veias é removido do paciente, bombeado até um oxigenador e depois devolvido ao corpo por meio de uma artéria ou uma veia.

Nenhum comentário