Header Ads

Acusado de matar filho de PM em Juazeiro é assassinado a facadas



O corpo do frentista Hector Sobreira de Matos, de 28 anos, foi liberado nesta segunda-feira pelo IML (Instituto Médico Legal) de Petrolina (PE) para que os familiares providenciem o sepultamento. Ele é acusado do assassinato a tiros do acadêmico da URCA, Antonio Felipe de Oliveira Cabral, de 20 anos, no dia 16 de setembro de 2012 no cruzamento das ruas Ivany Feitosa e 21 de Abril no bairro Tiradentes em Juazeiro do Norte.

Hector foi assassinado a facadas na tarde deste domingo juntamente com o seu amigo Clécio Ferreira da Silva, de 25 anos, no Centro de Araripina (PE). No dia 14 de novembro de 2017 ele foi condenado a 12 anos de prisão quando a maioria do Conselho de Sentença do Tribunal do Juri de Juazeiro reconheceu a materialidade da autoria do homicídio por motivo fútil contra o estudante. A pena foi menor porque, na época do crime, Hector tinha menos de 21 anos.

Nenhum comentário