Header Ads

Estado deve desembolsar cerca de R$ 13,5 mi no custeio da conta de luz de famílias de baixa renda

Estado deve desembolsar cerca de R$ 13,5 mi no custeio da conta de luz de famílias de baixa renda

Um dia após apresentar medidas direcionadas ao setor produtivo, o governador do Estado, Camilo Santana, anunciou ontem iniciativa para atender à população mais pobre no enfrentamento à crise causada pelo novo coronavírus. Ele garantiu que a administração estadual irá pagar as contas de energia de 534 mil famílias de baixa renda no Estado por três meses. A medida custará cerca de R$ 13,5 milhões aos cofres públicos.

Segundo o governador, a iniciativa já estava sendo negociada com a Enel Distribuição Ceará há dias. O objetivo era garantir suporte no pagamento das contas de água e luz dos cearenses mais pobres durante o período de combate à disseminação do novo coronavírus no Ceará.

Na semana passada, no dia 22, Camilo já havia anunciado a suspensão da cobrança da taxa de contingenciamento da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) e a isenção das tarifas social e popular de água por três meses a partir de abril.

O pagamento das contas de energia das famílias de baixa renda pelo Estado, no entanto, ainda depende da aprovação do Legislativo estadual. Segundo o governador, um projeto de lei será enviado à Assembleia nos próximos dias para que a medida possa valer durante o período dos meses abril, maio e junho.


Nenhum comentário