Header Ads

CASO ÁLICE: Modelo transsexual reconhece homem que a espancou

 

O  homem que  espancou a transexual Alice Felis , de 25 anos, dentro de seu apartamento, em Copacabana, na madrugada do último domingo, já foi  identificado pela Polícia Civil e reconhecido pela vítima. Agentes da 13ªDP (Ipanema), onde o caso foi registrado, estão fazendo diligências nesta quarta-feira (19) para  localizá-lo .

Com ajuda de fotografias fornecidas pela 13ª Delegacia de Polícia, a vítima foi capaz de identificar o agressor, que já tem  passagem pela polícia por furtos e roubos e é conhecido no bairro por atacar LGBTs. Alice Felis  teve mandíbula, nariz e cinco dentes quebrados durante o espancamento.


Após se agredida, a modelo e blogueira publicou um vídeo na rede social relatando que ocorreu e mostrou o rastro de sangue dentro do seu apartamento. A intenção de Alice era  pedir ajuda financeira para o tratamento médico e também consertar os dano no imóvel, que é alugado.


Vários  famosos se sensibilizaram com o caso e formaram uma rede de ajuda. Uma vaquinha virtual foi criada para ajudar Alice. Até a manhã desta quarta-feira, já tinha arrecado quase  R$ 150 mil .


Artistas como a atriz Kéfera, Pabllo Vittar, Preta Gil e Marília Mendonça são alguns que se pronunciaram usando as redes sociais.

"Gente, eu fiquei sabendo do caso da Alice Felis, uma mulher trans que foi agredida ontem à noite aqui no Rio, foi espancada dentro do apartamento dela", disse Preta Gil.


Nenhum comentário