Header Ads

ESTUPRO: Grupo tenta impedir procedimento em menina grávida de 10 anos


 A menina de 10 anos, natural do Espírito Santo, que engravidou após ter sido estuprada pelo tio chegou neste domingo (16) ao Recife para interromper a gestação, após receber o aval da Justiça do Estado de origem. Contudo, a presença da criança no Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam-UPE), na zona norte da Capital, causou mobilização em frente à unidade de grupos a favor e contrários ao aborto, contrariando recomendações das autoridades sanitárias para evitar aglomeração por conta da pandemia do coronavírus.


Vídeos que circulam nas redes sociais mostram algumas pessoas hostilizando o médico responsável pelo procedimento e a vítima na tentativa de impedir o aborto induzido. Também é possível manifestante fazendo orações na frente da unidade do hospital. Apesar da presença de policiais militares no local, os manifestantes não se intimidaram para fazer o tumulto. Em alguns momentos houve confusão e bate boca.

Nenhum comentário