Header Ads

Empresário de Juazeiro comenta impacto do novo decreto para bares e restaurantes; queda de até 60% no lucro

 

Nesta última quarta-feira (17), Camilo Santana (PT) anunciou um novo decreto estadual direcionado a evitar a disseminação da Covid-19 no Ceará. Entre as medidas estão novos horários de funcionamento para o setor de alimentação fora do lar. De acordo com o Decreto Nº 33.936, de segunda à sexta esses estabelecimentos poderão funcionar até às 20h, já aos fins de semana o horário limite será até às 15h.

O setor de alimentação fora do lar foi um dos mais afetados desde o início da pandemia do coronavírus. Um levantamento da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) estima que mais de 8 mil bares, restaurantes e lanchonetes fecharam as portas em 2020. Os “pequenos negócios” foram os mais prejudicados nesse período.

Em conversa com o "Site Miséria", o proprietário de uma das lanchonetes mais tradicionais do Centro de Juazeiro do Norte revelou que aos finais de semana o lucro desses estabelecimentos pode cair até 60%.

“Restaurantes, bares e lanchonetes sofrem principalmente aos fins de semana porque é quando o pessoal sai mais”, explicou Raniere Alves, proprietário da lanchonete A Predileta, localizada na esquina das ruas São Paulo e Leão XIII. “Aqueles que não têm delivery são os que vão sofrer mais. O que aconselho é que fortaleçam as redes sociais e adotem esse serviço”, declarou.

O empresário acredita que desde o período das eleições municipais era possível imaginar que o quadro epidemiológico da Covid-19 seria agravado. No entanto, Raniere defende que as medidas estabelecidas pelos governos estadual e municipal sejam seguidas. “Se for prejudicar a saúde é melhor parar”, afirmou. A partir desta quinta-feira (18), A Predileta deve funcionar de forma presencial até o horário limite e em seguida continuar a atender os clientes apenas por delivery.

Nenhum comentário