Header Ads

Vítimas de violência doméstica recebem cestas básicas no município de Crato

 Vítimas de violência doméstica recebem cestas básicas no município de Crato

Na manhã dessa segunda, dia 22, na Escola Círculo Operário, em Crato, aconteceu a entrega de cestas básicas a mulheres vítimas de violência doméstica. Todas são acompanhadas pelo Centro de Referência da Mulher (CRM) do município.

A Secretaria Executiva de Políticas para as Mulheres, órgão da Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos, destinou 150 cestas que serão entregues ao público a que se destina.

O Conselho Cearense dos Direitos da Mulher (CCDM) acompanhou a entrega de cestas básicas para mulheres em situação de violência.

Para a conselheira Janaína Fernandes, Coordenadora da Comissão de Interiorização de Conselhos do CCDM, “a iniciativa foi maravilhosa, além de gratificante acompanhar a entrega das cestas e perceber que as mulheres estão recuperando a sua dignidade e rompendo com o ciclo de violência, com o acompanhamento do Centro de Referência da Mulher”.

Na ocasião, a primeira-dama do município, Aldalice Pinheiro, parabenizou as mulheres pela coragem em procurar ajuda, e destacou a importância da denúncia e do acompanhamento às vítimas de violência doméstica.

“Fico muito feliz por elas terem tido a coragem de falar, de denunciar. Isso faz toda a diferença no combate a essa violência que atinge tantas mulheres, principalmente agora com essa pandemia”, disse.

Em sua fala, a Secretária Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social (SMTDS), Ticiana Cândido, destaca o trabalho que o CRM realiza, da assistência ofertada às mulheres vítimas de violência.

“Hoje aqui não estamos distribuindo somente alimentos, estamos conversando com as mulheres e mostrando que o CRM recebe esse público que vive em situação de vulnerabilidade social e vítimas de violência. E que o equipamento continua atendendo mesmo com a pandemia”, ressalta. Esteve presente na ocasião, a Coordenadora do Centro de Referência da Mulher, Audilene Fernandes.

Nenhum comentário