Header Ads

Jacaré-tinga é resgatado pelos bombeiros após atacar morador em quintal de casa no interior do Ceará

 Jacaré-tinga é resgatado pelos bombeiros após atacar morador em quintal de casa no interior do Ceará

Um jacaré-tinga de aproximadamente 1,5m de comprimento, foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros após atacar um morador que tentou capturá-lo no quintal de uma residência no distrito de Gazea, na cidade de Ipueiras, no interior do Ceará. O caso aconteceu na última segunda-feira (5).

A vítima, que não teve a identidade revelada, teve arranhões superficiais no braço e foi orientada a procurar uma unidade de saúde para fazer curativos nos ferimentos. Já o animal, foi devolvido ao seu habitat natural, no Rio Poti, no município de Crateús. O jacaré-tinga é um réptil carnívoro também conhecido como jacaré-de-óculos.

Conforme os bombeiros do quartel de Ipueiras, quando os agentes chegaram ao local da ocorrência o animal estava bastante agitado e foi colocado em uma gaiola de transporte, onde ficou até ser devolvido a natureza.

Para capturar o réptil foi utilizado o laço tipo cambão. Segundo o tenente coronel Homero Catunda, “o instrumento é o mais utilizado para captura e imobilização de pequenos animais. Ele é confeccionado em alumínio resistente com cabo em aço encapado, medindo cerca de 150 centímetros de comprimento e possui um dispositivo de travamento e soltura”, explicou o comandante do quartel de Crateús e Posto Avançado de Ipueiras.

O Corpo de Bombeiros orienta que a população deve evitar a captura de animais silvestres, pois eles podem atacar se forem capturados de maneira indevida e causar danos maiores. A atitude correta é acionar a corporação através do 193, para que a captura seja feita em segurança.

Jacaretinga

O jacaré-tinga habita diferentes rios e lagos. No Brasil, recebeu esse nome por causa de seu dorso branco, pois tinga significa “branco”, em língua tupi.

Os machos chegam a medir entre 1,8 a 2,5 metros de comprimento, e as fêmeas, 1,4 metros. Eles alimentam-se de diferentes espécies de animais como crustáceos, peixes, anfíbios, répteis, aves e pequenos mamíferos.

No Ceará, segundo o Corpo de Bombeiros, há registro de resgates desta espécie de réptil nas cidades de Caucaia, Crateús, Ipueiras e Trairi.

Nenhum comentário