Header Ads

Início da vacinação infantil traz alerta a pais e responsáveis




 A chegada das vacinas pediátricas da Pfizer ao Ceará, nesta sexta-feira (14), traz esperança na proteção das crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19. A vacinação dos pequenos está prevista para este final de semana no estado, com 55.100 doses no primeiro lote.

Com o anúncio do novo decreto, que recomenda o adiamento do início do ano letivo em escolas que atendem alunos de até 11 anos, a importância de manter atualizado o cartão de vacinação das crianças é ainda maior.

Em vigor desde 2019, a lei 16.929 estabelece a obrigatoriedade da apresentação da caderneta de vacinação atualizada no ato da matrícula em escolas públicas e privadas de todo o Ceará, para estudantes de 0 a 18 anos. A ausência de apresentação da caderneta atualizada não impede a matrícula dos estudantes, mas pais e responsáveis devem atualizá-la dentro de 30 dias, sob pena de serem denunciados ao Conselho Tutelar e Ministério Público.

Para o presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa e autor do projeto que deu origem à lei, deputado Guilherme Landim, o momento exige precaução: “Desde o início do ano temos visto um aumento do número de casos de síndromes gripais e de Covid-19 em todo o Ceará. Com as crianças, o cuidado deve ser redobrado, visto que nas escolas e no convívio social nem sempre o uso de máscaras e o distanciamento é mantido. Imunizar nossos pequenos é essencial para mantê-los protegidos de efeitos graves da infecção pelo vírus. Além disso, manter a caderneta de vacinação atualizada com as doses disponíveis para cada idade é uma barreira contra outras doenças”, destaca o parlamentar.

CADASTRO

O cadastro para crianças de 5 a 11 anos pode ser feito por meio da plataforma Saúde Digital, da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará. No ato da vacinação, um documento oficial com foto da criança será exigido para fins de comprovação. Acesse: https://vacinacaocovid.saude.ce.gov.br/#/boas-vindas

Nenhum comentário