Header Ads

Dois casos de afogamentos, homicídio e morte por engasgamento no Cariri


 Caiu de nove para cinco o número de mortes violentas na comparação entre os dois últimos finais de semana na região do Cariri. Neste, foram dois mortes em consequência de afogamentos, um homicídio, outra em decorrência de acidente de trânsito e mais uma por engasgamento. Segundo levantamento feito pelo Site Miséria, corpos de Mauriti, Caririaçu, Barbalha, Missão Velha e Nova Olinda. Três mortes ocorreram no sábado, uma no domingo e outra nesta segunda-feira.

Por volta das 4 horas da madrugada de sábado Samuel da Silva Morais, de 35 anos, foi assassinado a tiros no Sítio Extrema na zona rural de Mauriti, onde residia. A polícia não conseguiu informações sobre a autoria do crime e a vítima respondia procedimento por crime de trânsito. Este foi o primeiro homicídio de 2022 em Mauriti onde quatro pessoas foram assassinadas no ano passado ou menos que a metade dos nove mortos em 2020 no município.

Às 17 horas o pedreiro Cícero Ernandes de Sousa Teixeira, de 51 anos, o “Pilão”, morreu no Hospital regional do Cariri (HRC) em Juazeiro. Na tarde do dia 23 de janeiro, na Avenida Cachimbão (Bairro Pernambuquinho) em Caririaçu, ele se envolveu numa colisão de motos quando teve a perna decepada no local. O outro piloto Celso Gonçalves de Menezes, de 44 anos, o “Celso dos Teclados”, escapou e “Pilão” faleceu quase um mês depois.

Três horas depois, ainda no sábado, morreu no Hospital São Vicente de Paulo de Barbalha a criança Felipe Eduardo dos Santos Almeida, de 10 anos, que residia no bairro Bela Vista. Foi a segunda vítima do afogamento registrado no final da manhã de sexta-feira no Cinturão das Águas naquele município quando tomava banho com amiguinhos. Supostamente, percebeu João Vítor da Silva Oliveira, de 8 anos, se afogando e tentou salvá-lo. Este último morreu ainda na sexta-feira.

Já às 11 horas de domingo o adolescente Francisco Wedson dos Santos Gomes, de 15 anos, morreu afogado nas águas do açude do Sítio Camelo em Missão Velha. Ele morava naquela localidade, foi convidado por amigos para um jogo de futebol e saiu de casa com estes. Após a partida, foram tomar banho quando mergulhou e não retornou à superfície, sendo retirado das águas e socorrido hospital de Missão Velha, mas já chegou sem vida.

Por volta das 05h30min desta segunda-feira a criancinha Raissa Gabriele da Silva Sousa, que completou três meses na última quarta-feira, morreu em consequência de engasgamento em Nova Olinda. Ela ainda foi socorrida ao hospital local, mas já chegou sem vida. O pai da menina, Antonio Alves de Sousa filho, disse à polícia que soube da morte do bebê pela ex-mulher e genitora da menina Cícera Rivania da Silva, residente no bairro Casas Populares.

Nenhum comentário