Header Ads

Cerca de 300 pessoas são retiradas de casa após barragem se romper em Cedro


 Cerca de 300 pessoas foram retiradas de casa após uma barragem se romper na cidade de Cedro, no Ceará, neste domingo (13). Desde sábado (12), a cheia do Açude Ubaldinho afetou a rotina da população do entorno.

O tenente-coronel Nijair, do Corpo de Bombeiros, informou que as pessoas foram levadas para casas de parentes, mas não informou a quantidade exata de casas que foram esvaziadas por causa do rompimento da barragem do Catolé, no Açude Ubaldinho.

Onze áreas são as mais afetadas: Cariuzinho, Tapera, Casa Nova, Recanto, Lagoa Seca, Lagoa da Onça, Jenipapeiro, Catolé, Curral da Várzea, Peixoto e Baixio dos Patos.

O Corpo de Bombeiros disse que existe o risco de colapso estrutural em algumas residências. Ele informou ter entrado em contato com o prefeito do município, João Batista Diniz, conhecido como Joãozinho de Titico, para solicitar apoio da Defesa Civil aos bombeiros.

O tenente-coronel revelou ainda preocupação com o risco de acidentes e afogamentos de algumas pessoas que estão saltando na barragem, como forma de lazer.

Outro município que requer atenção do Corpo de Bombeiros, atualmente, é Várzea Alegre, onde cinquenta e quatro famílias ficaram desabrigadas por causa das fortes chuvas deste sábado (12). O rompimento de barragens de açudes da região deixaram várias localidades inundadas.

“Vou manter contato agora com o tenente-coronel Albert em Fortaleza, que é o oficial responsável pela Defesa Civil do Corpo de Bombeiros Militar para que a gente possa, depois da atuação em Várzea Alegre, dar algum apoio paralelamente ou de forma simultânea junto à cidade de Cedro”, explicou Nijair.

Fonte: g1 CE

Compartilhar
 
 

Nenhum comentário