Header Ads

Polícia Civil deflagra operação ‘APATE’ no combate a fraudes no seguro Dpvat em Iguatu


 Polícia Civil deflagra operação ‘APATE’ no combate a fraudes no seguro Dpvat em Iguatu

A Polícia Civil do Ceará iniciou na manhã desta quarta-feira (9) a operação “APATE”, cujo objetivo é combater fraudes no recebimento do Seguro dos Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT).

Segundo o delegado Marcos Sandro, as investigações duraram cerca de dois anos, mas estima-se que as fraudes ocorriam há mais de 5 anos.

Cerca de 50 inquéritos policiais e B.Os foram registrados para as investigações de fraudes, ocorridas entre os anos de 2016 e 2021. Alguns outros já teriam sido finalizados e remetidos ao poder judiciário.

Policiais Civis da Delegacia Regional de Iguatu, comandados pelo delegado Marcos Sandro, cumpriram mandado de prisão preventiva em desfavor de Pedro Pereira Amorim, de 38 anos, conhecido como ‘Pedrinho Dpvat’.

A Delegacia Regional de Polícia Civil de Iguatu apurou que Pedro Pereira realizava falsificação de documentos (Boletins de Ocorrências e Fichas de Atendimento Médico), falsidade ideológica, registros inautênticos de ocorrências, entre outras atividades ilícitas.

Na residência de Pedrinho, no bairro Esplanada 2, em Iguatu, foram encontrados vários documentos relacionados às fraudes, além de uma impressora, impressões utilizadas nas falsificações e a quantia de R$ 3.200,00 em espécie.

De acordo com a polícia, Pedro Pereira encaminhava os pedidos fraudados de seus clientes para a seguradora Líder e solicitava o pagamento de seguros Dpvat.

O delegado Marcos Sandro, ressaltou que muitos desses procedimentos foram originados por ‘notícias-crime’ oriundas da seguradora Líder, empresa administradora do seguro Dpvat.

De acordo com investigações policiais, o suspeito mantinha um escritório de auxílio ao encaminhamento do seguro Dpvat, onde funcionava como intermediador, atuando em sua maioria nas cidades de Iguatu e Quixelô.

Esse escritório recebia pessoas que eram vítimas de acidentes de trânsito. Além disso, o suspeito procurava as vítimas e dizia até que sem a ajuda dele não receberiam o seguro, tudo numa forma de compelir o cliente a contratar seus serviços.

Compartilhar
 
 

Nenhum comentário